Uma fruta “rústica”, com características diversificadas, desde seu formato e presença de espinhos, por exemplo. Assim como, também possui cor e polpa únicas, a Pitaya hoje é considerada a fruta do momento e conhecida em muitos lugares por fruta-dragão, devido a sua aparência. Bem como, no Brasil, as espécies comumente encontradas são do gênero Selenicereus e Hylocereus, dentre elas a Selenicereus setaceus, popularmente conhecida como pitaya-do-cerrado. Dentre as espécies do fruto mais cultivadas no mundo, podemos citar a pitaya de casca vermelha (Hylocereus undatus) e a de casca amarela (Selenicereus megalanthu), por exemplo, que são muito cobiçadas pelos seus benefícios!

Quais são os benefícios da pitaya?

1. Comer pitaya emagrece

Você sabia que comer pitaya ajuda a emagrecer? Isso mesmo. Ainda quando era novidade, o fruto ficou muito conhecido pelo seu fator responsável pelo emagrecimento. Esse fator se deu graças a sua composição, sendo um alimento rico em fibras e baixos níveis de carboidratos. Entre os carboidratos presentes no fruto, destacamos os oligossacáridos, que aumentam a produção de probióticos, e ainda reduzir o colesterol ruim no sangue.

2. Pitaya solta o itestino

Como destacamos acima, o fruto é rico em fibras. Essas fibras são as responsáveis por fazerem com que a pitaya solte o intestino.Mas não para por aí! Ainda assim, ela é composta pela substância tiramina, a fruta pode auxiliar na ativação de um hormônio presente no organismo chamado glucagon, que estimula a utilização das reservas de açúcar e gordura presentes no organismo, transformando-as em energia.

Loading...

3. Pitaya é bom para diabéticos

A baixa concentração de carboidratos presentes no fruto, entre eles a frutose e a glicose, garantem aos diabéticos a inibição dos picos de açúcar que acontecem depois de comer alimentos com alto índice glicêmico. Da mesma forma, o fruto é muito ingerido em dietas para diabetes, além de ser considerado um alimento funcional.

4. Pitaya fortalece o sistema imunológico!

O fruto ainda é rico em licopeno, que quando absorvido pelo organismo, ajuda a impedir e reparar os danos às células causados pelos radicais livres. O sistema imunológico também se beneficia com a ingestão regular da fruta: ela é um dos exemplos de alimentos ricos em vitamina C e outras substâncias antioxidantes como, por exemplo, a betalaina, betaxantinas e betacianinas, que são associadas à redução de doenças crônicas degenerativas e combate ao envelhecimento.
Foto por: Rawpixel Ltd

Referências

Loading...

Embrapa.br
propi.ifto.edu.bra
Tuasaúde
SaúdeAbril: Saiba tudo sobre a fruta do momento!
Unimed

Carregar Mais..